Untitled Document

 

             


28/03/2017 às 17h41min - Atualizada em 28/03/2017 às 17h44min
Luiz Ernani da Silva - União da Vitória(PR)
Tamanho da Fonte    A- A+

OPERAÇÃO QUADRO NEGRO

A Procuradoria-Geral da República e o Ministério Público do Paraná investigam o envolvimento do braço direito do governador Beto Richa (PSDB), o também tucano Valdir Rossoni, num esquema de corrupção que teria desviado ao menos R$ 17 milhões da construção de escolas estaduais (pode chegar a R$ 50 milhões). Rossoni é o atual chefe da Casa Civil do Paraná.
Dando continuidade sobre as escutas do gabinete do deputado Hussein Backri e do IAP, autorizado pelo Ministério Público, onde afirmamos que o novel deputado Hussein era apenas um “aprendiz de feiticeiro” e que um dos professores era o atual Chefe da Casa Civil do governo de Beto Richa, não por coincidência, eis que aparece no jornal Folha de São Paulo o nome do todo poderoso e enredado deputado federal, licenciado. Justo o nome de Valdir Rossoni. Assim que chegou a público o envolvimento de Rossoni com a empresa “laranja” Construtora Valor, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) trouxe a reportagem do jornalão à tribuna da Assembléia do Paraná, dizendo:- “o escândalo que envolve o nome do Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni (PSDB), no desvio de dinheiro público na construção de escolas que nunca saíram do papel no Paraná deveria ser investigado pela Assembléia.” Não houve interesse dos deputados que apóiam Beto Richa. Em matéria publicada pelo Jornal Folha de São Paulo do dia 20/02, Rossoni teria envolvimento direto com a Construtora Valor, inclusive utilizando-se do mesmo endereço do escritório político do Chefe da Casa Civil, no Centro Cívico, em Curitiba. A investigação iniciou há dois anos e foi batizada pelo GAECO de Operação Quadro Negro. Na época, Requião Filho mobilizou os deputados da oposição para assinar o pedido de abertura de uma CPI, para investigar as ligações políticas de Rossoni, que era o presidente da Assembléia Legislativa na época em que os desvios aconteceram. Para ser instaurada, uma Comissão deve conter ao menos dezoito assinaturas. Até o momento, apenas treze deputados assinaram o pedido. “A base do governo foi proibida de assinar, com a desculpa de não interferir nas investigações do GAECO que, por sua vez, faz bem seu trabalho, mas anda muito devagar e o Paraná ainda aguarda muitas respostas. Não podemos deixar este assunto cair no esquecimento. É uma denuncia muito grave”, alertou o deputado. Requião Filho, que citou a matéria da Folha de São Paulo que comprova o mesmo endereço da Valor com o escritório de Valdir Rossoni. “É o mesmo local onde funcionava a empresa laranja que, segundo as investigações, recebia por escolas não construídas no estado do Paraná, e desviava os recursos (R$ 17 milhões) para patrocinar campanhas políticas. “Dinheiro pago para escolas que nunca foram construídas. Espero que este seja motivo suficiente para uma revolta da base aqui na Assembléia, para que assinem nosso pedido de CPI. Sim, porque o Governador certamente dirá que não sabia, que nunca ouviu falar, que Valdir Rossoni é apenas um secretário distante. Espero que o Governador demita o Chefe da Casa Civil”, desafiou o jovem deputado Requião. Aquela papagaiada de devolver R$ 90 milhões ao executivo paranaense é apenas uma encenação demagoga para iludir o povo e tirar a atenção ao despautério uso do dinheiro público em campanha dos “amigos do rei.” Sabem aquele dinheiro que determinados candidatos pagam aos Cabos Eleitorais, a origem dessas verdadeiras fortunas, na sua maioria são desviados dos cofres públicos, logo você que recebeu para fazer campanha para essa gente foi pago com dinheiro roubado de você mesmo, grande idiota. É o dinheiro que poderia pagar mais médicos, mais remédios nos Postos de Saúde, mais policiais nas ruas para segurança melhor e uma verdadeira educação que prepare os seus filhos “verdadeiramente” para encarar o mundo. E eis vocês beijando o “rabo” desses políticos corruptos, mantendo eles eternamente no poder, e nós, o povo nos mantendo na corda bamba, tentando se equilibrar nas contas do mês. “O deputado estadual Requião Filho (PMDB) trouxe à tribuna na tarde desta segunda-feira (20/02), o escândalo que envolve o nome do Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni (PSDB), ao desvio de dinheiro público na construção de escolas que nunca saíram do papel no Paraná,” diz o site do PMDB do Paraná. Na verdade a Folha desnuda a corrupção no governo tucano de Beto Richa, onde este governo tem o “seu Eduardo Cunha” de “estimação”.



Link desta Notícia - Espalhe por ai.
   Compartilhar essa Notícia:




   # Veja mais...
28/03/2017 - Silas Malafaia é indiciado pela PF por corrupção
28/03/2017 - DE QUEM É A AVENIDA MANOEL RIBAS???!!!...
28/03/2017 - OPERAÇÃO QUADRO NEGRO
17/03/2017 - Lar Espírita União divulga as atividades de estudos para este ano
17/11/2016 - IGNORÂNCIA O MUNDO SE MOVE
31/10/2016 - PORTO UNIÃO: CONSEG MIRIM VISITA FUNDAÇÃO HERMON
31/10/2016 - CDL DOA ARMAMENTOS PARA A POLÍCIA MILITAR DE UNIÃO DA VITÓRIA
31/10/2016 - COMO VAI FICAR O EMPRÉSTIMO DO FUMPREVI?!...
31/10/2016 - E PORTO UNIÃO NADA....
31/10/2016 - E EM PORTO UNIÃO
 
 


 

   
   
   
© 2016 - Todos os direitos reservados - Criação/Hospedagem: Agência Premium